sábado, 3 de dezembro de 2011

Recomeçar: Por que não?

por Marcelo Moraes

Reiniciar

Às vezes, o peso de uma dor acaba sendo compensado pelo peso de uma alegria. Como é difícil tomar certas decisões, mas como é bom saber que, ao tomá-las, depois de um tempo, nos fará bem! #coisasdavida

Aquilo que muitas vezes procuramos está bem ali, na nossa frente. Mas por estar ali, tão na frente, nos faz parecer que ela não está ali de tanto que ignoramos certos detalhes do nosso dia-a-dia. Como quando passamos sempre pelo mesmo lugar e não notamos que tem uma porta que fica fechada... Que um vaso tem uma lasca num canto...Que você está sempre andando pelo mesmo caminho, quando pode andar por outro que é mais curto; que come sempre o produto de uma única marca e não se dá conta de que pode haver outra tão boa quanto esta... Aí quando vemos, caímos num ciclo vicioso onde tudo o que está ali, não na tua frente, mas ao teu redor, se ali não estiver, estará sem rumo ou sem solução.

De pensar sempre que se fizer diferente tudo pode ser catastrófico ou impossível de se acontecer...De que aquilo que os outros te falam é só o certo, e que aquilo que você fala, pode não ser o certo.


Mas e se for?decisão

E se você decide fazer diferente? E quando percebe que pode fazer diferente? E quando conclui que precisa fazer diferente? A isso chamamos DECISÃO? Opção? Oportunidade? Maturidade? Não sei ao certo, mas me guio pela primeira opção.

É traçar novos objetivos na vida, ou ir em busca dos mesmos. É quando você percebe que o caminho é criar um outro caminho, uma via paralela ou deslocar para aquela que era a alternativa que você sempre resistiu em não utilizá-la.

 

O poder de decisão ou ter o poder de decidir canaliza uma maré de emoções, de sentimentos antes inativos ou bloqueados pelo hábito criado de fazermos o mais do mesmo, mesmo sabendo que não é para ser assim, ou que não queremos que seja assim. Mas que se contenta em dizer que “tinha que ser assim...”.


angustiaSentir a angústia apertando o peito é um sinal, um alarme que nossa poderosa máquina humana não deixa de despertar. Ela não desperta uma certeza sempre, mas desperta para se ter a certeza de que algo de errado acontece ou está para acontecer. Vem como um presságio ou um mecanismo de defesa de nossas próprias emoções. É um momento de reflexão, de buscar a própria paz interior. E neste caminho, impossível deixar todas as portas desta trilha abertas, pois para que uma se abra, outra precisa ser fechada. Decidi por fechar uma porta, mas fechar não necessariamente significa trancar, imobilizar, tornar intocável mais, e sim trilhar o caminho que faz com que a tua luz interior se acenda a cada passo dado por ele.

Quantas decisões já tomamos em nossas vidas, desde os primórdios da infância, entre decidir ter um novo brinquedo ou ganhar uma nova roupa, ou uma viagem ou um passeio num parque de diversões; passando pela adolescência, entre uma viagem com a turma do colégio, uma festa de aniversário ou num show na ala vip; até chegar à fase adulta e descobrirmos que decidir é algo tão complexamente simples que sempre nos fará carregar um peso, ora leve, ora intenso, mas que cabe a cada um de nós, adultos, decidirmos qual deles desejaremos senti-lo.


Recomeçar: Por que não?

“Não importa onde você parou… em que momento da vida você cansou…o que importa é que sempre é possível e necessário “Recomeçar”. Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo…é renovar as esperanças na vida e o mais importante…acreditar em você de novo.”

(Carlos Drummond de Andrade)

_____________________________________________________________________________
Gostou? Não gostou? Então, digitaqueeuteleio! 
Assine o nosso
Feed RSS e receba as atualizações do blog.
Ou torne-se fã da página do Blog no Facebook.

3 comentários:

  1. Vixe! Você é vidente ou algo parecido? Brincadeira. É que seu post de hoje tem tudo a ver com meu momento.

    Muitas vezes, não tomamos decisões, porque não notamos que são necessárias, mas em outras vezes temos consciência de que é preciso tomá-las, mas o medo impera. Só depois percebemos que decidir não é tão complicado como pintam.

    Abraços, Marcelo.

    ResponderExcluir
  2. @Valdeir
    É que estou neste momento, mas vejo que outras pessoas também. E dá-lhe sensação de leveza quando vemos a solução bem na nossa "cara"! Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    " Das alturas orvalhem os céus,
    E as nuvens que chovam justiça,
    Que a terra se abra ao amor
    E germine o Deus Salvador"...

    Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
    Seja muito abençoado e feliz, amigo!!!
    Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coração....

    "Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

    e então saberás que eu me feri e também me curei."

    (Tagore)

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO